Criança e tecnologia: como fazer essa mistura dar certo?

Criança e tecnologia. Essas duas palavras juntas causam grande preocupação às mães, pais e educadores. Mas será que essa mistura é necessariamente ruim?

Claro que as preocupações com a superexposição, pedofilia e segurança devem ser levadas em consideração, mas neste artigo vamos dar alguns exemplos de como a relação entre crianças e tecnologia pode ser benéfica.


Criança e tecnologia: os pequenos usam o mouse como extensão do próprio corpo
Photo credit: MiikaS via VisualHunt / CC BY-SA

Aplicativos educativos

Com a difusão cada vez maior dos tablets e smartphones, existem à disposição de todos os sistemas operacionais diversos aplicativos que têm como objetivo ensinar alguma coisa: de idiomas a yoga, as opções são praticamente infinitas.

Boa parte desses aplicativos usa uma abordagem que torna o processo de aprendizagem parecido com um jogo – trata-se da gamificação. Essa abordagem usa a tecnologia para tornar o aprendizado mais atrativo para as crianças. Mães, pais e educadores podem procurar aplicativos de acordo com o interesse dos pequenos por línguas, artes ou até atividades físicas.

Jogos cooperativos

Jogos de vídeo game em que as crianças podem interagir on-line com outros jogadores podem ser uma boa oportunidade para que as crianças usem a tecnologia para exercitar a cooperação.

Muitos deles contam com filtros que evitam que as crianças usem e visualizem linguagem imprópria. E alguns possibilitam que os jogadores criem projetos juntos, o que pode ser muito positivo para que eles aprendam a colaborar com os outros para alcançar objetivos comuns.

Programação

Com a tecnologia permeando a vida de crianças e adultos, tem-se difundido o acesso dos pequenos às ciências da computação e linguagens de programação.

Um exemplo é o movimento que incentiva educadores a ensinar programação para seus alunos, e o movimento pelo crescimento do número de meninas em atividades ligadas à programação.

Cresce o número de escolas especializadas em ensinar programação de games e aplicativos para crianças e adolescentes. Os pais têm entendido cada vez mais que, além de ser uma atividade divertida, esses cursos podem ajudar as crianças a desenvolverem o raciocínio lógico e matemático, entre outras habilidades.


Criança e tecnologia: menino com computador em sala de aula
Photo credit: r.nial.bradshaw via VisualHunt.com / CC BY

Pais e educadores precisam sim supervisionar a relação das crianças com a tecnologia. Mas quando bem direcionadas, as crianças podem se beneficiar muito dessa relação, através de aplicativos educativos, jogos cooperativos e até cursos de programação.

Inscreva-se no nosso canal para receber mais dicas de como criar uma relação positiva entre seus filhos e a tecnologia.

Post escrito por: Carina de Souza Lucindo Borrego, MBA em Marketing, para a disciplina de Marketing Digital, agosto de 2017.

Assuntos relacionados:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>